RIO 2016

Em Manaus, Grupo de Defesa Antiaérea capacita militares para atuar nos jogos olímpicos

Preparação também será realizada nas unidades de Anápolis e Canoas
Publicado: 19/02/2016 12:30
Imprimir
Fonte: 2º GDAAE/VII COMAR

  Arquivo VII COMARO Segundo Grupo de Defesa Antiaérea (2º GDAAE), sediado em Manaus (AM) realiza a formação operacional de seus militares para atuar nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Os cursos de atirador e de remuniciador do sistema antiaéreo IGLA (CAT-IGLA e CREA-IGLA) seguem até 04 de março. A capacitação está prevista no cronograma de capacitações do Comando-Geral de Operações Aéreas (COMGAR).

De acordo com o Comandante do 2º GDAAE, Tenente-Coronel de Infantaria Rogerio Ayres Vasconcelos, o curso capacita os militares a utilizarem os armamentos empregados pelos grupos de defesa antiaérea. “O curso tem a finalidade de preparar os militares a exercerem a função de atiradores e remuniciadores do Sistema Antiaéreo IGLA-S, armamento orgânico utilizado pelos Grupos de Defesa Antiaérea da Força Aérea Brasileira (FAB). A capacitação desses militares faz parte do Programa de Formação Operacional contido no Programa de Instrução e Manutenção Operacional (PIMO) do 2° GDAAE”, disse.

A capacitação visa o emprego em atividades operacionais e, sobretudo, os Jogos Olímpicos do Rio 2016. “Após o curso os militares serão empregados na Defesa Antiaérea da Arena da Amazônia, que receberá partidas de futebol durante os Jogos Olímpicos Rio 2016”, disse o Tenente-Coronel Ayres.

Na aula inaugural, realizada na última segunda-feira (15/02), o Comandante Interino da Base Aérea de Manaus (BAMN), Tenente-Coronel Aviador Fábio Luís Morau, destacou a importância da defesa antiaérea nos dias atuais e incentivou os militares na busca do aprimoramento das atividades a serem desempenhadas, contribuindo para o crescimento da FAB.

O curso foi programado para ser realizado também no primeiro e o terceiro grupos de defesa antiaérea da FAB, sediados em Canoas (RS) e Anápolis (GO), respectivamente.