AEDES AEGYPTI

Mais de 1,2 mil militares da Aeronáutica vão para as ruas do DF neste sábado (13/02)

Ações de conscientização serão realizadas em todo o País e fazem parte da 2ª etapa da campanha
Publicado: 12/02/2016 15:45
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

  Sgt. Batista/ CECOMSAERAo todo, 13,6 mil militares das Forças Armadas e do Corpo de Bombeiros estão confirmados para a mobilização de combate à dengue, que acontece neste sábado (13/02) no Distrito Federal. O número foi confirmado pelo secretário de Saúde do DF, Fábio Gondim Pereira da Costa, em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira (12/02). A Força Aérea Brasileira (FAB) vai disponibilizar 1.250 militares para a atuação nas regiões administrativas, entorno e Goiás.

Esta é a segunda fase de mobilização com a participação de militares no combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika. O objetivo deste sábado é conscientizar a população sobre os riscos das doenças, com entrega de panfletos e orientações, totalizando a visitação de mais de 821 mil imóveis.


Devido ao alto índice de incidência do mosquito, cinco cidades do entorno terão intensificadas a atuação dos militares. São elas: Cristalina, Formosa, Luziânia, Santo Antônio do Descoberto, Valparaíso e Padre Bernardo.

“É uma ação nacional que conta com o apoio extremamente importante das Forças Armadas. Mas todo o combate vai ser reforçado pela população”, esclarece o secretário de Saúde, Fábio Gondim, sobre a ação conjunta no país. Segundo ele, a operação é realizada pelo Ministério da Defesa e coordenada pelo Comando Militar do Planalto (CMP).

Das 8h às 13 horas, militares da Aeronáutica vão trabalhar em três frentes de serviço no DF: Lago Sul, Jardim Botânico e Gama; além de Anápolis (GO). “Com muita motivação, vamos participar desse esforço nacional”, declara o Coronel Claus Kilian Hardt, responsável pela atuação da FAB no combate à dengue.

Baseado nos dados coletados no sábado, dia 13, como o mapeamento possíveis domicílios com focos do mosquito, os militares voltam para as ruas a partir da próxima semana. Entre os dias 15 a 18 de fevereiro, cerca de 450 militares da FAB, acompanhados de agentes de saúde do Governo do Distrito Federal, vão trabalhar na erradicação dos focos, com larvicida e inseticida. A última etapa, prevista para o fim do mês, será de orientação nas escolas.

Veja como será o envolvimento de militares da Aeronáutica em outras regiões do País:

Rio de Janeiro – Os bairros de Santa Cruz, Taquara, Jacarepaguá e Guaratiba no Rio de Janeiro (RJ), além dos municípios de Itaguaí e Petrópolis, estão no mapa de visitação dos mais de dez mil militares da Aeronáutica envolvidos no mutirão do Dia D de combate ao mosquito Aedes aegypti no Estado do Rio de Janeiro.

Participarão soldados, oficiais e sargentos das Guarnições da Base Aérea dos Afonsos, da Base Aérea do Galeão, da Base Aérea de Santa Cruz, do DTCEA Pico do Couto e das unidades sediadas no centro da capital fluminense.

Minas Gerais e Espírito Santo (ES) - Aproximadamente 1,3 mil militares da Aeronáutica estarão nas ruas neste sábado em municípios de Minas Gerais e Espírito Santo para conscientizar a população.

Nesta sexta-feira (12/02), cem militares do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), em Belo Horizonte, participaram de treinamento junto com agentes da Secretaria de Saúde para as ações de combate que serão realizadas entre os dias 15 e 18 de fevereiro, na terceira etapa da campanha.

Canoas (RS) - Um contingente de mil militares da Guarnição de Aeronáutica de Porto Alegre atuará na ação de combate ao mosquito Aedes aegypti. Eles atuarão em conjunto com 400 agentes de saúde, de endemias e de mobilização Secretaria da Saúde e da Prefeitura de Canoas. A cidade será mapeada e dividida por setores de atuação, onde cada agente de saúde, acompanhado por três militares da FAB, distribuirão panfletos para conscientizar a população sobre a importância de eliminar possíveis focos de proliferação do mosquito.

Manaus (AM) – Cerca de 1,3 mil militares da Guarnição de Aeronáutica de Manaus trabalharão no mutirão da cidade neste sábado em conjunto junto com a Marinha do Brasil e o Exército Brasileiro. As atividades são em parceria com as Secretarias Municipal e Estadual de Saúde. De acordo com o planejamento do Ministério da Defesa de ações de combate ao mosquito, nesta segunda etapa de envolvimento dos militares o foco está no esclarecimento e motivação da população.

As Bases Aéreas de Boa Vista, em Roraima, e de Porto Velho, em Rondônia, bem como os Destacamentos de Eirunepé, São Gabriel da Cachoeira e Vilhena farão atividades em suas respectivas cidades.