SAÚDE

Equipe de odontologia hospitalar de Recife fica em primeiro lugar em congresso nacional

O trabalho científico concorreu com outras 47 pequisas
Publicado: 27/11/2015 08:30
Imprimir
Fonte: SCS-OARF/Agência Força Aérea

  A equipe de odontologia hospitalar da Odontoclínica de Aeronáutica de Recife (OARF) recebeu em novembro a premiação máxima no I Congresso Brasileiro de Odontologia Hospitalar e Intensiva, realizado em Natal (RN). O trabalho científico intitulado “Avaliação Microbiológica da cavidade oral de pacientes em UTI, antes e depois do uso de clorexidina 0,12%” ficou em primeiro lugar dentre os 47 selecionados para concorrer ao prêmio.

A pesquisa, apresentada pela Chefe do Serviço de Odontologia Hospitalar da OARF, Tenente Dentista Jerlucia Cavalcanti das Neves Melo, foi realizada na UTI do Hospital de Aeronáutica de Recife (HARF). Por meio de metodologia pioneira para os estudos da área no Brasil, foram avaliados os microrganismos relevantes presentes na cavidade oral antes e depois do uso do medicamento digluconato de clorexidina 0,12% em pacientes críticos e não críticos nos casos de pneumonia associada à ventilação mecânica (PAVM).

“A melhora da qualidade de vida dos pacientes é observada a partir da melhora da saúde bucal como um todo. Reduzindo o número de bactérias bucais consideradas patogênicas em relação às pneumonias aspirativas, consegue-se diminuir a morbidade dos pacientes e reduzir também o tempo de internação”, explica a dentista. O acompanhamento da evolução clínica dos pacientes no HARF é realizado diariamente com a avaliação da condição periodontal e da mucosa oral. Os profissionais verificam se existem lesões orais e realizam higiene diária para a redução de bactérias.

A dentista explica ainda a importância de estudos em odontologia hospitalar. “A área é sem dúvida um campo amplo a ser explorado, exige muita dedicação e estudo, para que mais e mais pesquisas possam ser realizadas visando sempre aprimorar técnicas e atingir o principal objetivo da equipe multiprofissional em ambiente hospitalar - promover conforto e reduzir riscos de infecção”, afirma.

Odontologia Hospitalar - O Serviço de Odontologia Hospitalar da OARF foi implantado em 2014 e está inserido na Seção de Estomatologia. Cerca de 150 pacientes já se beneficiaram com o atendimento. “Observa-se a redução de lesões bucais típicas de pacientes em UTI, como ulcerações, infecções fúngicas orais e periodontopatias, pelo simples ato de higienizar a boca dos pacientes e pela atenção diária de um cirurgião-dentista realizando exames bucais”, afirma a Tenente Jerlucia.

As atividades odontológicas curativas e preventivas são realizadas na UTI, nas Unidades de Internação e na Oncologia do HARF. O Diretor da OARF destaca o trabalho realizado. “Foi um ótimo resultado obtido no congresso de âmbito nacional, levando-se em conta que esta é uma especialidade recentemente criada e colocou ainda a Força Aérea Brasileira em evidência perante a Sociedade Científica do Brasil”, disse o militar.