CAPACITAÇÃO

Exercício de campanha prepara futuros oficiais para missões em ambiente hostil

Grupo enfrentou ambiente de selva, calor intenso, umidade e falta de alimentos
Publicado: 07/10/2015 07:20
Imprimir
Fonte: VII COMAR

  Soldado F. Silva/ VII COMARVencer o ambiente de selva, o calor intenso, a umidade e a falta de alimentos. Essa foi a missão dos 31 alunos que participaram do Exercício de Campanha do Estágio de Adaptação Técnico (EAT 2/2015), que forma oficiais temporários de diferentes áreas como enfermagem, engenharia, história e relações públicas. A atividade se iniciou na madrugada da quarta-feira (30/09), com uma marcha de seis quilômetros, e foi até sexta-feira (02/10). Esse exercício faz parte do currículo de formação desses oficiais. Os participantes são acompanhados por pedagogos, infantes e médicos.

"O exercício de campanha fortalece o espírito de corpo do grupo. Unidos conseguem sobrepor as dificuldades com mais facilidade e eficácia", disse o Chefe do Sétimo Serviço Regional de Ensino (SERENS-7), Coronel da reserva Roberto Chagas.

Toda atividade acontece na Base Aérea de Manaus (BAMN) e tem por objetivo preparar os alunos para o ambi  Soldado F. Silva/ VII COMARente hostil da selva, para o caso de missões reais ou situações em que seja necessária a sobrevivência com os recursos que a selva oferece. Para isso, houve uma marcha em terreno irregular para testar o preparo físico dos alunos.  Os participantes também passaram por momentos de estresse, para desenvolver o autocontrole. Toda atividade é acompanhada por uma equipe médica.

Durante o exercício, os alunos aprendem a identificar alimentos na floresta, encontrar água e montar abrigos para sobrevivência. Nesse período, também são ensinadas técnicas de sobrevivência na água, em que os alunos aprendem a utilizar as próprias roupas para flutuar, entre outras atividades.

"Desenvolvemos espírito de equipe por meio da superação pessoal. Cada companheiro vai sentindo sua dificuldade e os demais, que tem certa facilidade, vão dando apoio, às vezes, psicológico, às vezes físico. As pessoas estão envolvidas para ajudar o grupo para que todos entrem e saiam juntos daquele desafio. Acho que é uma experiência de vida que todos devem vivenciar, pois todos estão suscetívies a viver um desafio deste ", disse a aluna Karine Alexandrino da especialidade de Educação Física.