MÊS DAS CRIANÇAS

Em Belém, estudantes da rede pública de ensino conhecem trabalho da FAB

Crianças assistiram à palestra, visitaram os aviões e conheceram o trabalho dos militares
Publicado: 02/10/2015 11:11
Imprimir
Fonte: BABE

Sargento Joelson tira dúvidas das crianças  CB Maxson (3º/7ºGAV)“Como são levados os feridos no avião?”. A pergunta da estudante Fernanda Batista Souza, de seis anos, foi respondida pelo Sargento Joelson dos Santos Ferreira, do Esquadrão Tracajá (1º ETA), sediado em Belém (PA).  “A pessoa é imobilizada, colocada em uma maca e presa em um cinto de segurança para não balançar até chegar ao hospital para fazer o atendimento”, disse.

Essa foi apenas uma das muitas perguntas feitas pelos alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental da escola Centro Educacional O Mundo da Criança durante a visita à Base Aérea de Belém (BABE) na quarta-feira (30/09). O evento abriu o calendário de recepção de comitivas escolares na unidade. Eles participaram de diversas atividades: assistiram à palestra, puderam ver os aviões de perto e conheceram o trabalho realizado pelos militares.

“As instituições escolares começam a realizar programação comemorativa para homenagear os alunos pelo Dia da Criança. Em Belém, a Base Aérea é tradicionalmente inserida como destino de visitação, pela curiosidade que os alunos têm em conhecer as aeronaves e a profissão militar”, ressalta uma das coordenadoras do evento, a Tenente Gabriela Cerqueira da Silva.

Os estudantes assistiram à palestra “Podemos ser heróis”, em que a Tenente Cerqueira mostrou como os militares realizam ações que são vistas como sendo próprias dos heróis da ficção, como salvar vidas, voar, escalaAlunos conhecem a aeronave C 97 Brasilia  r, entre outras. E, por meio de imagens da rotina da Academia da Força Aérea (AFA) e da Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), as crianças aprenderam que é preciso disciplina e estudo para atingir os seus objetivos.

A programação também incluiu uma visita aos hangares dos esquadrões sediados: Esquadrão Falcão (1º/8º GAV), Esquadrão Netuno (3º/7º GAV) e Esquadrão Tracajá (1º ETA).