MISSÃO DE PAZ

Brasil sedia conferência anual de centros de treinamentos de Missão de Paz

Em Brasília, encontro reúne cerca de 200 participantes de 52 países até quinta-feira (01/10)
Publicado: 29/09/2015 13:08
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea/Ministério da Defesa

  2S Djalma Ribeiro/CecomsexO Brasil sedia pela primeira vez a 21ª Conferência Anual da Associação Internacional dos Centros de Manutenção de Paz  (21ª IAPTC). Promovido pelo Ministério da Defesa, por intermédio do Exército Brasileiro, o evento vai até quinta-feira (01/10), em Brasília (DF), e reúne cerca de 200 participantes de 52 países nas discussões sobre as atividades de Operações de Paz.

O objetivo desta edição é atualizar o conhecimento entre os membros da associação e debater os desafios das operações de paz, além de promover parcerias entre os centros de treinamentos na preparação dos contingentes participantes nas missões.

“O importante é capacitar o militar com habilidades e atitudes para atuar nas missões e aumentar o grau de dificuldade dos treinamentos com intuito de propiciar a evolução das tropas”, afirma o  Coronel Taufik Santoso. De acordo com o militar da Indonésia, que representa o presidente da IAPTC no evento, General Anto Mukti Putrano, a conferência aponta ações para abordar com eficiência os problemas encarados nas missões de paz.

O Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas do Ministério da Defesa, General de Exército José Carlos De Nardi, destacou a participação do Brasil nas missões de paz. “Temos sido solidários e incansáveis aos chamados de manutenção da paz. Estivemos engajados em 50 das 71 missões de paz pelo mundo. A IAPTC discute de forma legítima, com profundidade de conteúdo, o estudo e o treinamento dos profissionais envolvidos nas missões”, afirmou o oficial-general, representante do Ministro da Defesa, Jaques Wagner, durante o evento.

Segundo o Brigadeiro do Ar Tarcísio de Aquino Brito Veloso, Subchefe de Operações de Paz do Ministério da Defesa, a troca de conhecimentos, parcerias e a sinergia entre os agentes das operações de paz pelo mundo é o ponto principal do encontro. “O fato do Brasil estar sediando 21ª Conferência reflete a importância do País nas operações de paz e o preparo elevado de nossa tropa no campo”, destacou.  2S Djalma Ribeiro/Cecomsex

O Comandante do Exército Brasileiro, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, esteve presente na cerimônia de abertura e destacou a participação ativa do Brasil nas missões de paz por 70 anos, sempre com muita eficiência.

Mulheres na luta pela paz -  O papel das mulheres nas operações de paz pelo mundo foi defendido durante a 21ª IAPTC por Ruth Ojiambo Ochieng, diretora executiva da Women´s internacional Cross – Cultural Exchange. A organização defende a participação das mulheres na liderança e construção da paz no conflito e pós-conflito. “A abordagem das mulheres em casa e na comunidade pode ser utilizada como o melhor caminho para encontrar a paz entre os sobreviventes”, explicou Ochieng. Para ela, as mulheres das comunidades em conflito são fundamentais para garantir a paz entre os sobreviventes.

Durante a semana, além de plenárias e seminários, haverá a exposição de estandes de Centros de Operações de Paz de diversos países. A 21ª Conferência Anual da IAPTC não é aberta ao público, mas terá cobertura em tempo real no site www.ccopab.eb.mil.br. A organização, criada em 1995, possui atualmente mais de 80 nações integrantes. A próxima conferência será realizada na Bósnia, em 2016.