ORDEM DO DIA

NASCIMENTO DO MARECHAL DO AR EDUARDO GOMES PATRONO DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA

Publicado: 18/09/2015 08:00
Imprimir
Fonte: GABAER

ORDEM DO DIA - NASCIMENTO DO MARECHAL DO AR EDUARDO GOMES PATRONO DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA

Campo dos Afonsos, 20 de setembro de 2015.

A história da humanidade foi traçada por personalidades que se destacaram entres seus pares e, por meio de suas decisões, traçaram o rumo da existência para os caminhos que ora trilhamos.

Pessoas que, guiadas por acurado ponto de vista e habilidade em prol de um propósito, encontraram, nas adversidades, o combustível necessário para alavancar os acontecimentos que marcaram sua existência.

Nesta atmosfera, ao enaltecer os grandes homens e mulheres do passado, temos a oportunidade de recobrar suas ações e conhecer a história daqueles que nos precederam. Um legado de conhecimento que certamente será de elevado valor para os momentos turbulentos que, por ventura, venhamos a nos deparar em nossa jornada.
Nesta data, aos nos referirmos aos protagonistas de nossa história, prestamos valoroso preito a um patriota que se destacou por sua autenticidade e, sobretudo, por sua grandeza de alma. Um homem dotado de integridade de caráter e talento que, aliados à longa experiência nas fileiras da Força Aérea Brasileira, foi intitulado seu Patrono, o Marechal do Ar Eduardo Gomes.

Um jovem visionário que participou ativamente do contexto político e de alguns dos episódios marcantes da primeira metade do século passado e contribuiu, sobremaneira, para a consolidação do Ministério da Aeronáutica.

Desde o início de sua carreira militar, demonstrou ser um grande estrategista e exímio formador de opiniões, características intrínsecas ao líder habilidoso que edificou os primeiros pilares de nossa Instituição.

de aguçada visão prospectiva, plantou as sementes do Correio Aéreo Nacional, de onde brotaram as linhas aéreas que fortaleceram nossa cidadania por aproximar a população carente do interior e, dessa forma, contribuíram com a construção de um Brasil mais coeso e mais solidário.

Alimentado por seu espírito empreendedor, participou da organização e implantação de Bases Aéreas no nordeste brasileiro durante a Segunda Guerra Mundial. Tais unidades receberam os meios aéreos que permitiram a elevação da capacidade de defesa antissubmarino de nosso litoral e, concomitantemente, se tornaram o suporte necessário para a formação de um corredor logístico determinante para o sucesso das operações dos Aliados no continente africano.

Refazer os passos de um extenso rol de destacáveis serviços prestados que culminaram com o cargo de Ministro da Aeronáutica é recobrar os ideais de um dos maiores nomes da história militar de nosso País. Um estadista tarjado pela honradez e pelo patriotismo, cujos feitos transcenderam a esfera militar e agora ressoam no “hall” daqueles que empenharam toda uma jornada em nome de edificar uma Nação mais justa e mais desenvolvida.

Nesta data, convido a todos a render o merecido tributo àquele que registrou nos assentamentos de nossa história um legado de dedicação, competência e patriotismo. Valores essenciais para o aprimoramento de uma Instituição e, por consequência, de uma Nação.

Que a chama de virtudes deixada pelo Patrono da Força Aérea Brasileira ilumine a rotina profissional de cada um dos integrantes de nosso estimado efetivo que, com seu trabalho diuturno, movimenta as engrenagens do Comando da Aeronáutica.

Ao seguir o honrado exemplo que ora exaltamos, conclamo a todos aqueles que vestem o azul para que atuem com entusiasmo em suas atividades. Desta feita, mantenham o constante afinco na realização de suas atribuições e envidem continuados esforços em prol do aprimoramento técnico e científico que, certamente, irão assegurar o progresso para a Força Aérea do amanhã.

Para que esta evolução seja factível, o cerne das ações administrativas deverá estar balizado pela eficiente gestão de meios empregados e pela rigorosa aplicação de recursos, a fim de que possamos ter o máximo retorno dos fundos designados a cada uma das atividades.

O judicioso emprego de nossos meios e recursos deve ser uma meta permanente em todos os níveis da administração, desde as diversas seções de nossas unidades até os mais altos escalões de decisão.

Desta forma, a combinação harmoniosa entre a dedicação profissional com a acurada gestão de nossos recursos por todos os integrantes de nossas fileiras será um importante procedimento a ser tomado para enfrentarmos os desafios em busca da Força Aérea que desejamos.

Por fim, ao retomar o legado de patriotismo deixado por nosso Patrono, Marechal Eduardo Gomes, que dedicou toda a sua ilustre carreira em busca de uma Força Aérea Brasileira mais moderna e uma Nação melhor para seus cidadãos, rogo que cada um de nossos homens e mulheres se dedique ininterruptamente à manutenção da soberania dos céus com vistas à defesa da Pátria. Esta é a nossa missão!

Meus Parabéns ao Marechal Eduardo Gomes!

Meus Parabéns aos integrantes da Força Aérea Brasileira.

Tenente-Brigadeiro do Ar NIVALDO LUIZ ROSSATO
Comandante da Aeronáutica