BUSCA E SALVAMENTO

Duas aeronaves da FAB buscam helicóptero desaparecido no Amazonas

C-130 Hércules e helicóptero H-60 Black Hawk somam 38h de voo na região
Publicado: 01/06/2015 15:15
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

  Agência Força AéreaUm C-130 Hércules (1º GTT) e um H-60 Black Hawk (7º/8º GAV) da Força Aérea Brasileira (FAB) somam 38 horas de voo na busca do helicóptero modelo AS-355N matrícula PR-ADA, desaparecido desde a última sexta-feira (29/5).

A aeronave decolou de Atalaia do Norte (AM) para a Comunidade Indígena Pintiaquinho (AM) e de lá para a cidade de Tabatinga (AM). O desaparecimento foi comunicado pelo operador do helicóptero, a empresa Moreto Taxi Aéreo, às 23h. De acordo com o operador, o último registro de localização por satélite foi às 18h, hora local (GMT-5), a cerca de 45 km de Tabatinga (AM), conforme infográfico.

Nesta segunda-feira (01/06), o C-130 Hércules decolou às 9h30, hora local, de Tabatinga, de onde ocorrem as decolagens para as buscas. O helicóptero H-60 também decolou nesta manhã para ajudar nas buscas. Ontem, domingo (31/05), o mau tempo na região atrasou o início dos voos.

Segundo o Centro de Coordenação de Salvamento Aeronáutico Amazônico  Agência Força Aérea (Salvaero Amazônico), órgão responsável por coordenar a missão, a área coberta até o início desta tarde é de 1.800 km². A principal dificuldade é a própria característica da região, onde árvores chegam a 40 metros de altura e provocam densas sombras no fundo da mata. Por isso, a missão é intensificada entre 9h30 e 15h30, hora local, para aproveitar melhor a luminosidade. Não foram detectados sinais do equipamento Transmissor Localizador de Emergência (ELT) do helicóptero.

Mais de 25 militares da FAB estão engajados nas buscas, sendo 18 tripulantes. Também auxiliam nas operações o Exército, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros de municípios da região.

 

Entenda como funciona o sistema de busca e salvamento coordenado pela Força Aérea Brasileira.