AJUDA HUMANITÁRIA

Homem recebe fígado transportado em avião da FAB

A Aeronave C-95 Bandeirante fez o deslocamento na madrugada de terça-feira (28/04)
Publicado: 29/04/2015 10:30
Imprimir
Fonte: IV COMAR

Tripulantes e equipe médica  IV COMARUm homem de 59 anos que sofre de cirrose com tumor no fígado recebeu na Santa Casa de São José dos Campos (SP), nesta terça-feira (28/4), o tão esperado transplante do órgão. O procedimento foi um sucesso e o paciente já está em recuperação. Mas para que isso fosse possível, a Força Aérea Brasileira realizou o transporte do órgão entre as cidades de São José do Rio Preto (SP) e São José dos Campos (SP) na madrugada de terça-feira (28/04).

Desembarque do órgão  IV COMARO coordenador da equipe de transplantes de fígado da Santa Casa de São José dos Campos, Jorge Padilla Mancero, destacou a importância do apoio da FAB para salvar vidas. De ambulância, o traslado de 498 km demoraria pelo menos cinco horas. No caso do transplante de fígado, o tempo entre a retirada do órgão do doador e o recebimento do receptor não pode passar de quatro horas.

O avião decolou à 1h25 da Base Aérea de São Paulo, em Guarulhos (SP), com uma equipe de três profissionais de saúde que fariam a extração do órgão da doadora, uma mulher de 49 anos, em São José do Rio Preto. Logo após o procedimento ser realizado, a aeronave decolou para São José dos Campos, chegando lá no nascer do sol. "Tenho orgulho em prestar esse serviço à população brasileira e poder ajudar a salvar uma vida", afirmou o Tenente Alexandre Santos, um dos pilotos da aeronave C-95 Bandeirante do 4° Esquadrão de Transporte Aéreo.

Parceria para salvar vidas

Em dezembro de 2013, a Força Aérea Brasileira assinou um acordo com o Ministério da Saúde para priorizar o transporte de órgãos sólidos e tecidos. Como na missão dessa terça-feira, o objetivo é incrementar a logística de apoio na captação, diminuindo o tempo de falência dos órgãos e, com isso, ampliar o número de transplantes no País.

Além do envolvimento com os próprios aviões, a FAB envolve-se com os
órgãos de controle do espaço aéreo que dão prioridade as aeronaves em geral que estão realizando esse tipo de transporte. 


Embarque de madrugada na Base Aérea  IV COMARAumento de 10,1%

Somente pelas companhias aéreas, em 2014, o transporte aéreo gratuito de órgãos cresceu 10,1%. Foram 7.380 itens transportados no ano passado contra 6.702 em 2013. Em média são realizados 20 transportes de órgãos por dia nessas aeronaves. Estão contemplados órgãos como coração, rim, pulmão e fígado, além de tecidos como córnea e pele.