ESPAÇO AÉREO

Comandante destaca operacionalidade do Sistema Brasileiro de Controle

A implantação de novos projetos, como o Programa Sirius, e as operações para as Olimpíadas 2016 foram destacadas durante passagem de comando do DECEA
Publicado: 02/04/2015 10:02
Imprimir
Fonte: DECEA/Agência Força Aérea

DECEA é responsável pelo espaço aéreo brasileiro  Luiz Eduardo Perez/DECEAA continuidade da implantação do Programa Sirius e as operações para os Jogos Olímpicos de 2016 são dois dos desafios para o novo Diretor-Geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Vuyk de Aquino. O oficial-general substituiu, na quarta-feira (01/04), o Tenente-Brigadeiro do Ar Rafael Rodrigues Filho, que assumirá a direção da Escola Superior de Guerra (ESG) no dia 13 de abril, no Rio de Janeiro.

Durante a cerimônia, o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, destacou as qualidades profissionais do novo diretor-geral. “Externo minha tranquilidade por constatar que suas realizações bem como sua diversificada experiência permitirão a construção de soluções seguras e objetivas para o enfrentamento das complexas questões inerentes à etapa que ora se inicia. Os inúmeros desafios, como a continuidade do processo de implantação do Sirius e os Jogos Olímpicos de 2016 irão demandar mais uma vez um hercúleo trabalho", afirmou.

O comandante também ressaltou as realizações do ex-diretor-geral, como a implantação do Programa Sirius, além da navegação baseada em performance (PBN) no eixo Rio-São Paulo. "O reconhecido padrão de excelência do controle do espaço aéreo foi posto à prova durante o seu comando frente ao gerenciamento da circulação de aeronaves civis e militares durante a Copa das Confederações, a Jornada Mundial da Juventude e a Copa do Mundo de Futebol. O elevado padrão de operacionalidade atingido por todo o Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) não aconteceu por acaso, ele é o reflexo direto do compromisso honrado por todo o efetivo do DECEA", ressaltou.

Em entrevista, o novo diretor-geral destaca as responsabilidades do órgão, o planejamento e as novas tecnologias em sistemas de controle de tráfego aéreo. Assista ao vídeo:

O evento contou com a presença do diretor-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac); presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero); presidentes, diretores e representantes das companhias aéreas e aeroportuárias. Também compareceram à cerimônia o ex-ministro da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Mauro José Miranda Gandra; o Tenente-Brigadeiro Rodrigues Filho assumirá a ESG  Sgt Rezende/Agência Força AéreaChefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Hélio Paes de Barros Junior; oficiais-generais membros do Alto-Comando da Aeronáutica da ativa e da reserva e ex-diretores do DECEA.

Despedida - O Tenente-Brigadeiro Rodrigues Filho atuou por nove anos no SISCEAB, os dois últimos à frente do DECEA. Em seu discurso de despedida, ressaltou o privilégio de ter exercido a direção-geral do órgão. "Levo alegria, orgulho e honra de ter integrado esse seleto time vencedor. Tenho certeza de que o sucesso obtido não seria possível sem os mais de 12 mil militares e civis integrantes do DECEA, que continuamente dedicaram seu esforço e zelo à manutenção do alto padrão do SISCEAB", destacou.

Em seu discurso, dedicou, também, atenção especial ao Tenente-Brigadeiro Aquino, exaltando-o por sua experiência no sistema e, também, sua competência e profissionalismo. "Seu espírito empreendedor nos dá a certeza do sucesso nesta nova missão”, disse.

Novo e ex-diretor passam em revista à tropa  Sgt Rezende/Agência Força AéreaNovo diretor-geralO Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Vuyk de Aquino é carioca e tem 58 anos. Entrou para a Força Aérea Brasileira em 1973, como aluno da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), e foi promovido a Tenente-Brigadeiro em 31 de março deste ano.

Além de guerra eletrônica, fez todos os cursos de carreira, incluindo o de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército Brasileiro. Tem, ainda, MBA em Gerência de Projetos e em Administração Executiva.

O Tenente-Brigadeiro Aquino é piloto de caça, de helicóptero e operacional de inspeção em voo. Contabiliza três mil horas de voo na carreira. No Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro, foi comandante do Primeiro Esquadrão do Primeiro Grupo de Comunicações e Controle (1º/1º GCC), do Primeiro e do Segundo Centros Integrados de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA I e II), além de presidente da Comissão para Coordenação do Sistema de Vigilância da Amazônia (CSIVAM) e da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA). No Exterior, chefiou a Divisão Técnica da COMFIREM/SIVAM (EUA). Presidiu a Comissão de Coordenação e Implantação de Sistemas Espaciais (CCISE) e chefiou o Estado-Maior Combinado do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA).

Em sua gestão como presidente da CISCEA, foram contabilizados 1.025 projetos de sucesso, como a implantação do simulador de TWR 3D no Instituto de Controle do Espaço Aéreo (ICEA), a modernização de nove radares, o desenvolvimento do sistema SAGITARIO e a implementação do sistema Radar de Baixa Altura e do ADS-B nas operações off-shore da Bacia de Campos.