ESPECIALISTAS

FAB tem mais de 24 mil militares especialistas

Os profissionais estão divididos em 28 especialidades e atuam em todo o País
Publicado: 23/03/2015 16:15
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

Formatura na EEAR  Sgt Paulo Rezende / Agêcia Força AéreaSe ao falar em aviação você lembra logo de pilotos, a Força Aérea Brasileira mostra que muitos outros profissionais são necessários para o cumprimento da missão. Estamos falando dos especialistas de aeronáutica que atuam em 28 áreas diferentes.

Mecânicos de aeronaves  Sgt Johnson Barros / Agência Força AéreaAtualmente existem na FAB mais de 24 mil militares na ativa, homens e mulheres, que se formaram pela Escola de Especialistas da Aeronáutica (EEAR), em Guaratinguetá (SP). Nesta quarta-feira (25/3) será comemorado o dia desses profissionais. A data lembra a criação da EEAR, em 1941, apenas dois meses depois do nascimento da Força Aérea Brasileira.

Acesse a galeria fotográfica em homenagem aos Especialistas de Aeronáutica.

A formação dos especialistas dura de seis meses a dois anos. Há militares que atuam como membros de esquadrões aéreos e tripulantes de aeronaves, a exemplo dos especialistas em armamento, fotointeligência e mecânica de aeronaves. O suporte às atividades aéreas envolve ainda as especialidades de equipamento de voo, estrutura e pintura, eletricidade e instrumentos, eletromecânica e bombeiro aeronáutico.

Especialista em múscia  Sgt Johnson Barros / Agência Força AéreaO controle de tráfego aéreo é outro setor de destaque para os especialistas. Também há profissionais em áreas, como meteorologia, cartografia e informações aeronáuticas. Já os militares de setores de apoio são os especialistas em obras, informática, administração, topografia, pavimentação, suprimentos, desenho, metalurgia, eletrônica, eletricidade, enfermagem, radiologia, laboratório e música.

Especialistas em Guarda e Segurança  Sgt Johnson Barros / Agência Força AéreaUm especialista da FAB atua na sua especialidade e cumpre outras atividades, como a segurança de quartéis, marchas, uso de armamentos e liderança de grupamento de soldados. Há, ainda, os especialistas em guarda e segurança, voltados para esse tipo de missão. Algumas especialidades ainda podem atuar em equipes de busca e salvamento ou como paraquedistas.

Sargentos em Hospital de Campanha  Sgt Paulo Rezende / Agêcia Força AéreaApós a formatura na EEAR, os profissionais são promovidos a Terceiro-Sargento podendo, ao longo de 30 anos de carreira, passar a Segundo-Sargento, Primeiro-Sargento e Suboficial. Por meio de concurso interno, eles podem ingressar nos quadros de oficiais especialistas, alcançando o posto de coronel. Atualmente, são mais de 1,8 mil oficiais especialistas na FAB, sendo nove no posto mais alto.

Assista ao videoclipe sobre os especialistas de Aeronáutica: