INDÚSTRIA

Aeronáutica realiza seminário sobre offset

A aquisição dos caças Gripen NG e dos aviões de transporte KC-390 também significam novos projetos de offset para o Brasil
Publicado: 12/12/2014 17:26
Imprimir
Fonte: IFI

Brigadeiro Crepaldi durante apresentação no evento  Sargento Nogueira Foi encerrado hoje (12/12) em São José dos Campos (SP) o "Workshop de Offset – Atualizações e Perspectivas", realizado pelo Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) em cooperação com o Centro para a Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista (CECOMPI). Durante dois dias, aproximadamente cem participantes debateram os principais conceitos e práticas de offset, compensações que o Brasil e outros países exigem no caso de compras de material, bens e serviços vindos do exterior. Há várias modalidades, podendo envolver benefícios de natureza industrial, tecnológica ou comercial.

O Brigadeiro do Ar José Augusto Crepaldi Affonso, presidente da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), apresentou o processo de gerenciamento de offset na Aeronáutica, ao explicar que a COPAC é responsável pelo gerenciamento de mais de 20 projetos de aquisição, desenvolvimento e modernização de sistemas de defesa para a Força Aérea Brasileira. “A COPAC exerce uma mescla de atividades englobando processos de seleção de sistemas complexos, negociação e gestão de contratos e acordos de compensação e gerenciamento de grandes projetos, para falar das mais evidentes”, ressaltou.

Somente a COPAC já conduziu quase 300 iniciativas de offset entre seus diversos projetos de aquisição ou modernização de material para a Força Aérea Brasileira. A aquisição dos caças Gripen NG e dos aviões de transporte KC-390 também significam novos projetos de offset para o Brasil.

Na segunda etapa do workshop, os participantes debateram os temas “beneficiários” e “transferência de tecnologia” e identificaram as dificuldades associadas as práticas atuais de offset, como a forma de inserção nos projetos e os aspectos relacionados ao acesso de tecnologias estratégicas.

O Coronel Aviador Marcelo Franchitto, diretor do Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), órgão ligado ao Comando da Aeronáutica, destacou que o Workshop é resultado da parceria firmada com a CECOMPI desde outubro de 2014 com foco na realização de trabalhos que contribuam para o desenvolvimento tecnológico e científico das pequenas e médias empresas do Cluster Aeroespacial Brasileiro. “Espera-se que esse encontro possa contribuir pra o desempenho dos produtos aeronáuticos no Brasil e instigar o crescimento industrial”, afirmou o diretor do IFI.