ORDEM DO DIA

DIA DA ENGENHARIA DA AERONÁUTICA

Publicado: 28/10/2014 07:05
Imprimir
Fonte: DIRENG

28 de Outubro de 2014 - Dia da Engenharia da Aeronáutica

O mundo em que vivemos é uma espantosa vitrine de conquistas tecnológicas. Se olharmos em volta, onde quer que estejamos, dificilmente encontraremos um objeto artificialmente criado sem a participação da  engenharia. Ela emoldura e permeia as nossas vidas. Ao celebrarmos o Dia da Engenharia da Aeronáutica, temos a oportunidade de expressar nosso reconhecimento pela significativa contribuição de nossos engenheiros para o desenvolvimento e progresso da Força Aérea Brasileira. Com esse propósito, numa manifestação de gratidão a todos aqueles que contribuíram e que contribuem com a Engenharia da Aeronáutica, destacamos os feitos de nossos ilustres pioneiros, cujas realizações hoje desfrutamos e jamais esqueceremos.

Nossa admiração e reconhecimento nos remetem inicialmente ao genial cientista Alberto Santos Dumont. Ele não se formou em engenharia, mas se fez um engenheiro, um autodidata que deu passos importantes para a inauguração de uma nova era nas conquistas tecnológicas aeronáuticas da humanidade. O inesquecível voo de apenas sete segundos, em 23 de outubro de 1906, no campo de Bagatelle, resultou de um empreendimento que envolveu anos de estudos, pesquisas, especificações, projetos, negociações, implementações, percalços, testes e homologação, enfim, um clássico empreendimento de engenharia.

Em seguida, direcionamos nossa consideração para um de nossos exemplos mais completos de empreendedorismo e de gestão visionária, o Marechal Casemiro Montenegro Filho, Patrono da Engenharia da Aeronáutica. Um de seus grandes méritos foi perceber, com antecipação, que um país não constrói uma sólida soberania sem ciência e tecnologia. Assim, criou no Vale do Paraíba uma instituição de excelência amparada por uma estratégia definida pela trilogia: Ensino, Pesquisa e Indústria. Atualmente, entre os vários desdobramentos estratégicos da visão do Marechal Montenegro, o País constrói e exporta aviões e foguetes.

Neste dia especial para os engenheiros, também gostaríamos de reverenciar e expressar nossa gratidão ao Major-Brigadeiro-Engenheiro Tércio Pacitti, uma distinguível personalidade da história contemporânea da Força Aérea Brasileira. O Engenheiro Pacitti destacou-se como militar, educador, cientista e escritor.

Admirável pelo seu dinamismo, foi um dos pioneiros no estudo da Ciência da Computação no Brasil e responsável pela instalação dos primeiros computadores em universidades brasileiras, no início da década de sessenta. Escreveu competentes e acatados livros sobre informática. Em sua grandiosa trajetória, como conceituadíssimo militar e cientista, foi Reitor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica e Diretor de Engenharia da Aeronáutica. Tivemos o privilégio de conviver com o Brigadeiro Pacitti e testemunhar sua energia contagiante e a evidente paixão pela Engenharia da Força Aérea. Pudemos desfrutar de suas derradeiras e ainda perspicazes reflexões e compartilhar de seu entusiasmo.

A Engenharia da Aeronáutica tem seus pilares reforçados pela abnegação, perseverança e comprometimento desses homens excepcionais. Eles não são como os demais, são pessoas com a rara habilidade de aliar visão e competência. Assim, Engenheiros da Força Aérea Brasileira, a ordem do dia está implícita nos exemplos desses homens. A nós, resta uma boa reflexão.

Maj. Brig. Eng. Francisco Carlos Melo Pantoja
Diretor de Engenharia da Aeronáutica