SEGURANÇA DE VOO

CENIPA forma 97 novos investigadores de acidentes aeronáuticos

Órgão do Comando da Aeronáutica formou profissionais brasileiros e estrangeiros
Publicado: 29/09/2014 15:13
Imprimir
Fonte: CENIPA

Alunos na sala de aula do CENIPA  Sgt Flávio SantosO Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáutica (CENIPA) formou nesta sexta-feira (26/9) noventa e sete novos investigadores. Os profissionais estão aptos a compor comissões de investigação de acidentes envolvendo helicópteros ou aviões, além de estarem prontos para promover ações de prevenção em suas organizações.

A turma de 2014 incluiu funcionários civis de empresas aéreas e aeroclubes, militares das Forças Armadas e auxiliares, civis da área de segurança pública e seis estrangeiros: um canadense, quatro chilenos e um uruguaio.

A palestra de encerramento foi proferida pelo Major-Brigadeiro da reserva Jorge Kersul Filho, ex-chefe do CENIPA. Ele falou sobre as dificuldades e o aprendizado advindos da missão de resgate e da investigação do acidente do voo 1907, ocorrido em 2006.

Foto oficial da turma de 97 novos investigadores  Sgt Flávio Santos

O curso de formação de investigadores envolve 40 dias de curso básico de prevenção de acidentes aeronáuticos à distância, dez dias de curso de prevenção e vinte dias de curso de investigação. As duas fases presenciais ocorrem nas instalações do CENIPA em Brasília (DF).

O currículo inclui aulas sobre a legislação da investigação de acidentes aeronáuticos; pesquisa dos fatores contribuintes material, operacional e humano; entrevista de testemunha; divulgação de informações; elaboração de Recomendações de Segurança; emprego de gravadores de voo; e redação de Relatório Final, entre outras áreas.

Assunto(s): ,