SAÚDE

Hospital da FAB alerta para importância do diagnóstico precoce do Glaucoma

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o glaucoma é considerado a principal causa de cegueira irreversível
Publicado: 27/05/2014 14:06
Imprimir
Fonte: Comunicação Social NuHFASP

O glaucoma, doença Aspirante Chibana ministra palestra  Comunicação Social NuHFASPóptica progressiva, atinge mais de um milhão de brasileiros e mais de 60 milhões de pessoas no mundo. Para alertar os usuários do Núcleo de Hospital de Força Aérea de São Paulo (NuHFASP) sobre os riscos da doença e sobre a importância do diagnóstico precoce, o hospital realizou no dia 20 de maio a campanha para detecção do Glaucoma.

O evento teve início com uma palestra ministrada para pela Aspirante Médica Milena Naomi Chibana. Segunda ela, o glaucoma costuma apresentar sintomas quando já está em estágio avançado, ocorrendo perda acentuada do campo visual. Quando não tratada adequadamente, a doença evolui gradativamente para perda total da visão.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o glaucoma é considerado a principal causa de cegueira irreversível no mundo. Os fatores de risco são: idade maior que 40 anos, familiares portadores de glaucoma, etnia negra, alta miopia, diabetes, doença intraocular ou trauma ocular e uso contínuo de corticóides.

Durante a Campanha, foi aplicado um questionário padronizado para a avaliação do risco de glaucoma. Na avaliação dos participantes, foram realizadas a medida da pressão intraocular e o exame de fundo de olho. Todos os pacientes avaliados receberam folders e orientações sobreCel Kanashiro, paciente Nº 01 da Campanha  Comunicação Social NuHFASP a doença, além de assistirem a um vídeo informativo enquanto aguardavam na sala de espera. Para a Capitão Médica Janiny Mancini Rodrigues Silva de Paiva Valente, Chefe da Seção de Oftalmologia do NuHFASP,  esse tipo de campanha permite a divulgação aos usuários sobre os grupos de risco que podem desenvolver a doença. “A quantidade de participantes foi satisfatória, em apenas um dia foram examinadas 86 pessoas. Esse tipo de campanha sensibiliza os usuário quanto à necessidade da avaliação periódica por um oftalmologista”, afirmou.