CENIPA

Brasil discute proteção de informações para segurança da aviação em âmbito mundial

O CENIPA participou do Painel Internacional da Organização de Aviação Civil Internacional (OACI) com o objetivo de discutir a egurança Operacional da Aviação
Publicado: 04/04/2014 01:31
Imprimir
Fonte: CENIPA

O Centro de Investigação e Prevençãfoto divulgação aeroporto Viracopos  o de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) participou em março da reunião de um dos subgrupos de trabalho do Painel Internacional da Organização de Aviação Civil Internacional (OACI). O evento realizado na sede da Associação Internacional do Transporte Aéreo (IATA), em Miami (EUA), foi a oportunidade de especialistas da aviação mundial debaterem um dos itens (o anexo 19) do documento que abrange a Segurança Operacional da Aviação (SMS).

O Anexo 19 é uma compilação das questões mais importantes de diversos anexos (legislações instituídas pela OACI) e tem o objetivo formar um único documento com as normas de Gerenciamento de Segurança Operacional (SMS). Com a condição de órgão assessor, o CENIPA, participou da reunião com os investigadores Coronel Aviador Flavio Antonio Coimbra Mendonça e o Capitão Aviador Daniel Duarte Moreira Peixoto.

Proteção à informação – O principal objetivo do subgrupo do qual o Brasil faz parte foi estabelecer as bases para o consenso internacional sobre os novos parâmetros do capítulo cinco do Anexo 19. As discussões foram referentes à coleta, análise e troca de dados e informações de segurança de voo e suas formas de proteção.

O Coronel Aviador Flavio Antônio Coimbra Mendonça ressaltou o reconhecimento da comunidade internacional ao trabalho desenvolvido pelo CENIPA, considerado referência no cenário da prevenção. "A opinião do Brasil perante as organizações e estados signatários é respeitada e nossas sugestões têm sido muito bem aceitas nos debates. O clima da reunião é impecável, revela o alto nível do grupo de trabalho e eleva a participação do Brasil no contexto mundial da investigação de acidente aeronáutico," destacou o Coronel Coimbra.
Coronel Aviador Flavio Antonio Coimbra Mendonça
Ainda de acordo com o representante do CENIPA, o grupo avançou nas discussões que resultaram na proposta inédita de criar diferentes níveis para a proteção de dados e informações. "Essa é uma tendência que se manifestou no debate e cresceu no sentido de dar proteção à prevenção, no que se refere aos dados e informações obtidos durante a investigação do acidente aeronáutico”, revelou Coronel Coimbra.

 O CENIPA é a única autoridade de investigação de acidentes do mundo presente no Painel Internacional. Além do órgão investigador brasileiro, participaram da reunião organizações como a Associação Internacional do Transporte Aéreo (IATA), Associação de Pilotos de Linha Aérea da Federação Internacional (IFALPA), Administração Federal da Aviação (FAA), fabricantes de aeronaves, Emirados Árabes, Estados Unidos e União Europeia.

Em junho, o Painel Internacional se reunirá na Suíça para debater os ajustes e a coordenação dos temas tratados nas reuniões específicas dos grupos. O objetivo é buscar o consenso da comunidade da aviação mundial para o reconhecimento das normas a serem ratificadas em âmbito global. Estão agendadas duas reuniões para este ano, sendo uma em agosto, no Brasil (sede CENIPA), e outra em novembro, no Canadá (sede OACI).

Assunto(s): , , , ,