COMANDO

Novo comando para unidades de caça e reconhecimento

Publicado: 17/01/2014 09:25
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

Brigadeiros Aguiar, Rossato e Jordão  Cb Vinícius Santos / Agência Força AéreaO Brigadeiro-do-Ar Mário Luís da Silva Jordão é o novo comandante da III Força Aérea, organização que engloba os esquadrões de caça e de reconhecimento da Força Aérea Brasileira. Ele recebeu o cargo do Brigadeiro Luiz Fernando de Aguiar em uma solenidade presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito, nesta quinta-feira (16/01). Também esteve presente o Tenente-Brigadeiro-do-Ar Nivaldo Luiz Rossato, comandante do Comando-Geral de Operações Aéreas (COMGAR).

O Brigadeiro Jordão foi o diretor do exercício CRUZEX Flight 2013 e era o Subchefe de Operações do COMGAR. O seu currículo inclui ainda o comando da Base Aérea de Canoas e do Esquadrão Pacau. Ao todo, o militar possui mais de quatro mil horas de voo em onze tipos diferentes de aeronaves, incluindo caças F-5.

"Tenho a certeza de que a III Força Aérea está em boas mãos", disse o Brigadeiro Aguiar, que agora assume a Subchefia de Comando e Controle do Ministério da Defesa.

Em seu discurso de despedida, o Brigadeiro Aguiar lembrou as ações realizadas ao longo de 2013, como as ações de defesa durante a Jornada Mundial da Juventude e a Copa das Confederações, a operação Ágata e as campanhas de lançamento real de mísseis e bombas inteligentes. "Fomos engajados em missões de elevado valor para a nação", disse. Ele citou ainda exercícios como a Cruzex Flight 2013, a Laçador e a inédita participação de aviadores brasileiros em um treinamento de combate além do alcance visual em simuladores de voo.

Momento de renovação

Em paralelo à realização de operações e exercícios, o Brigadeiro Jordão assume a III Força Aérea em um momento de renovação das aeronaves disponíveis. Além da futura aquisição de caças Gripen NG, está em curso o recebimento de versões modernizadas dos jatos A-1 e F-5. Na área de reconhecimento, o destaque é o Esquadrão Hórus, equipado com as aeronaves não tripuladas RQ-450.

Logo após a passagem de comando, os 13 comandantes dos Esquadrãos subordinados à III Força Aérea se apresentaram formalmente ao Brigadeiro Jordão.


Caças F-5 da FAB  Sgt Paulo Rezende / Agência Força Aérea