HISTÓRIA

Monumento do Xavante vira cartão postal no Rio Grande do Sul

Publicado: 25/11/2013 12:02
Imprimir
Fonte: BASM

Desde quinta-feira (21/11), aAutoridades em frente ao Xavante  Soldado Weide/  BASM população de Cachoeira do Sul, a 198 km de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, pode conferir o monumento da aeronave Xavante – AT-26, primeiro jato a ser fabricado em série no Brasil. A inauguração do monumento foi realizada no aeroclube da cidade. A data escolhida teve o objetivo de homenagear o centenário de nascimento do patrono da aviação de caça: Brigadeiro Nero Moura, natural da cidade.

Cachoeira do Sul foi também a primeira cidade no país a receber a aeronave na década de 70. Para construção do monumento, a Base Aérea de Santa Maria (BASM) forneceu o apoio logístico. A Base foi responsável pela doação e instalação do Xavante na cidade.

O descerramento da placa inaugural foi realizado pelo prefeito de Cachoeira do Sul, Neiron Viegas e pelo Tenente-Brigadeiro Aílton dos Santos Pohlmann, Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica. O evento contou ainda com a presença de moradores da região, além de autoridades civis e militares.

O Xavante
O Xavante, aeronave de caça leve, foi produzido sob licença pela Embraer entre 1971 e 1981, sendo batizado de AT-26, Xavante, pela Força Aérea Brasileira (FAB). A aeronave fez parte de diversos esquadrões da FAB, sendo considerada uma aeronave com bom desempenho para o treinamento de pilotos. A despedida da aeronave ocorreu em 2011, após 40 anos de serviço.