LOGÍSTICA

Seminário discute participação da indústria na defesa nacional

Publicado: 06/11/2013 16:03
Imprimir
Fonte: COMGAP

FAB, FIERGS e PUC-RS discutem logística e inovação  Ten SarahApresentar as necessidades atuais e futuras da Força Aérea Brasileira, as habilidades da indústria e competências da academia do Rio Grande do Sul foi a proposta do Seminário de Logística, Tecnologia e Inovação da Aeronáutica: Demandas de Fornecimento. O evento, promovido pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS) em parceria com o Comando da Aeronáutica (COMAER) e a Pontifícia Universidade Católica (PUC-RS), foi realizado nesta terça-feira (5) no auditório da PUC-RS, em Porto Alegre.

O seminário foi aberto pelo representante Comitê da Indústria de Defesa e Segurança (COMDEFESA) do Sistema FIERGS, Alexandre Otto Hanefeld, que falou da importância na aproximação entre a área de defesa, industrial e acadêmica. “A realização de grandes eventos e a descoberta de imensas riquezas em nosso país surge como uma oportunidade de crescimento da indústria nacional: de fortalecer o mercado interno e ganhar competitividade para o mercado externo”, afirmou Hanefeld.

O COMAER foi representado pelo Comandante-Geral de Apoio, Tenente-Brigadeiro do Ar Hélio Paes de Barros Júnior, que apresentou a palestra “A Logística do Futuro”. O oficial-general defendeu o fortalecimento da indústria como estratégia de mobilização em tempo de paz.

“É preciso fomentar a agilidade, a presteza e a capacidade tecnológica da base industrial de defesa, garantindo, dessa forma, uma rápida transição do estado de paz para uma resposta bélica, se for necessário”, explicou o tenente-Brigadeiro Paes de Barros, para o público formado por representantes das indústrias gaúchas, do Governo do Estado, da Prefeitura de Porto Alegre e da universidade.

Debates - Com base na Estratégia Nacional de Defesa e no Plano Estratégico Militar da Aeronáutica (PEMAER), o Tenente-Brigadeiro Paes de Barros explicou as características da atuação da FAB, contextualizando suas necessidades no cenário atual e futuro. Ele defendeu, ainda, a implementação dos acordos de offset, com transferência para empresas brasileiras do conhecimento tecnológico para realizar a manutenção e reparo de componentes dentro do país.

Os diretores da Diretoria de Material Aeronáutico e Bélico (DIRMAB), Major-Brigadeiro do Ar Paulo João Cury, e do Centro de Logística da Aeronáutica (CELOG), Brigadeiro do Ar Ricardo Cesar Mangrich, apresentaram as exigências para contratação de serviços e aquisição de materiais. A nacionalização também foi defendida, como forma de reduzir custos, aumentar o ciclo de vida dos projetos e diminuir a dependência externa.

Subdiretor da Subdiretoria de Abastecimento da Diretoria de Intendência (SDAB), o Brigadeiro Intendente Sérgio Lins de Castro abordou o tema “Aquisição da indústria pela SDAB”, sobre as formas de compra e exigências no cumprimento das licitações e contratos. O Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e a Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC) também foram representados pelo Coronel Aviador Marcelo Franchitto e pelo Coronel Aviador Marcio Bruno Bonotto, respectivamente.

O evento foi encerrado com a palestra “Transferência de Tecnologia da Universidade para Segmentos Estratégicos”, ministrada pelo Coordenador Científico do Instituto de Eletrônica e Telecomunicações da PUC-RS, Fernando Castro.