OUTUBRO ROSA

Forças Armadas contra o câncer de mama

Publicado: 10/10/2013 10:01
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

  A campanha internacional denominada Outubro Rosa alerta a sociedade para o câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce. O Hospital das Forças Armadas (HFA) integra o time das entidades empenhadas em conscientizar a população sobre a segunda doença mais frequente no mundo. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), estima-se que em 2012, ocorreram mais de 50 mil casos do câncer no país.

“O alto índice de mortalidade por câncer de mama está relacionado quase sempre à descoberta tardia desse mal, se detectado no início a paciente pode chegar a 100% de cura”, explica a Chefe da Divisão de Enfermagem do HFA, Tenente-Coronel da reserva Diva Martins Costa. A enfermeira da Força Aérea Brasileira (FAB) conta que o Núcleo de Oncologia do HFA constantemente promove campanhas educativas e preventivas. Para o Outubro Rosa será realizada palestra técnico-científica sobre câncer de mama. O evento é aberto a militares e civis, e acontece às 11h do dia 31 de outubro, no próprio hospital.

 A Instituição é referência em tratamentos de alta complexidade, como o caso do câncer de mama. A tenente-coronel Diva revela que este fato deve-se ao suporte que as pacientes recebem. Uma junta especial trata das mulheres desde o atendimento psicológico até a cirurgia plástica reparadora.

O Hospital das Forças Armadas é pioneiro na cirurgia de reconstrução mamária em Brasília. Desde 1972, a técnica vem sendo aprimorada e, atualmente, na maioria dos casos, quando a mulher entra para a sala de cirurgia, uma equipe multiprofissional faz a mastectomia – remoção completa da mama doente -, e logo em seguida realiza a cirurgia plástica. São várias as técnicas para reparar a mama operada
, explica o cirurgião plástico do HFA, Capitão de Mar e Guerra Djalma Martins Lima. Mas o benefício maior desse tipo de intervenção vai além de estética. “A pessoa às vezes chega aqui   deprimida e pensa que ficará mutilada pela mastectomia. A autoestima da pessoa aumenta muito com a plástica, e os resultados são satisfatórios, contribuindo para a qualidade de vida e enfretamento da própria doença. E para nós médicos é muito gratificante”, conta.

São vários os tratamentos para o câncer de mama, mas a Tenente Ginecologista Paula Moutella alerta. “O ideal é que as mulheres estejam sempre atentas, fazendo a prevenção com autoexame e visitando o médico regularmente”. Alimentação saudável e prática de exercício físico ajudam a diminuir os riscos de desenvolver a doença, lembra a médica. “Por isso o Outubro Rosa é tão importante, ele intensifica a conscientização e prevenção do câncer de mama”, finaliza.

Cor-de-Rosa
O Outubro Rosa foi criado em 1997, inspirado em um movimento surgido nos Estados Unidos. A cor que dá nome ao movimento vem do laço cor-de-rosa, símbolo da prevenção ao cân
cer de mama. Diversos prédios públicos e monumentos do mundo todo são iluminados com luz rosa para comemorar e fazer alusão à campanha.