LOGÍSTICA

FAB reconstrói único acesso por terra ao Campo de Provas Brigadeiro Velloso

Publicado: 09/10/2013 17:11
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

Todo combustível utilizado pelas aeronaves chega ao CPBV por via terrestre  Cabo V. Santos / AgênciaA ponte sobre o rio Braço Norte, único acesso terrestre ao Campo de Provas Brigadeiro Velloso (CPBV), na serra do Cachimbo, sul do Pará, foi entregue na manhã desta quarta-feira (09/10). A obra de reconstrução é resultado da parceria da Força Aérea Brasileira (FAB) com o Exército Brasileiro.

Por ela é transportado parte do efetivo e o combustível utilizado para abastecer as aeronaves. “Essa ponte é fundamental para resolver questões logísticas, de subsistência e o acesso aos municípios vizinhos”, ressalta o comandante do Sexto Comando Aéreo Regional (VI COMAR), Major-Brigadeiro Antônio Carlos Moretti Bermudez, organização a qual o CPBV é subordinado.

Construída há 40 anos, a última reforma foi realizada em 1999. “Quando o carro passava, a ponte balançava e a fazia barulho, agora a gente está mais seguro”, revela o Cabo Ronicleiton Amaral da Silva, que faz parte do efetivo do CPBV e passa todos os dias pelo local.

A ponte tem 32 metros de comprimento e 5m de largura. Toda a madeira utilizada na reconstrução foi apreendida em missões patrimoniais realizadas pela FAB na região e doadas pelo IBAMA. O custo da obra foi de R$Ponte sobre o rio Braço Forte é reiinaugurada  Cabo V. Santos / Agência 40 mil. A reconstrução durou 18 dias e envolveu 15 militares do Exército e da FAB. Eles trabalharam 12 horas por dia para que a obra fosse realizada o mais rápido possível. Durante o período, uma via para pedestres permaneceu em atividade até o término dos trabalhos. 

“O objetivo da Aeronáutica era fazer a recuperação da ponte e o Exército aproveitou para fazer o adestramento do pessoal capacitando-o em pontes semi permanentes. Isso simboliza o laço tático e o laço de amizade entre as duas Forças”, ressalta o comandante da 23ª Companhia de Engenharia de Combate do Exército e diretor das obras, Wagner Oliveira Gonçalves.

CAMPO DE PROVAS – O CPBV localiza-se no sul do Pará na divisa com o Mato Grosso. A cidade mais próxima, Guarantã do Norte, fica a 80 Km do local. O efetivo da guarnição é de 179 pessoas, sendo que 79 pessoas moram em Guarantã do Norte e fazem o percurso todos os dias. Os outros dois terços passam 21 dias na organização e 21 dias em Brasília, em revezamento. O CPBV é o principal campo de provas para esquadrões da FAB realizarem exercícios operacionais com emprego de armamento.