EVENTO

Cerimônia de substituição da Bandeira homenageia os aviadores do Brasil

Publicado: 07/10/2013 11:24
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

A solenidApresentação da banda mista das Forças Armadas  Sargento Rezende / Agência Força Aéreaade de substituição da Bandeira Nacional realizada neste domingo na Praça dos Três Poderes, em Brasília, homenageou o dia do aviador, que é comemorado em 23 de outubro. O evento, organizado pelo 6º Comando Aéreo Regional (VI COMAR), foi presidido pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito, e atraiu adultos e crianças.

O comerciário Marcelo Machado e a artesã Edila Machado levaram os filhos Marcelo, de seis anos, e Raul, de três, para assistirem à cerimônia. “É uma forma de incentivar o patriotismo desde criança”, afirma o pai. Já o pequeno Raul revela um sonho: “Quero ser piloto”, diz ele.

Um grupo de religiosos, que estão de passagem por Brasília, também participou da solenidade. “Todo ato cívico é um ato religioso e desperta o desejo patriótico e o amor a Deus”, ressalta o padre Orlando Kimura.

A cerimônia contou com a apresentação da banda mista das Forças Armadas e com uma tropa formada por quatro grupamentos, sendo três compostos por militares de diversas unidades da guarnição de Brasília e um formado por aviadores das Forças Armadas e das Forças Auxiliares do Distrito Federal.

“Neste evento, a Força Aérea Brasileira presta uma homenagem a todos os aviadores brasileiros, seja ele civil ou militar, lembrando o exemplo de Santos Dumont, que levantou voo em um aparelho mais pesado que o ar em 23 de outubro de 1906”, enfatiza o comandante do VI COMAR, Major-Brigadeiro do Ar, Antônio Carlos Moretti Bermudez.

Troca da Bandeira

  A solenidade começou com a apresentação da tropa ao Comandante da Aeronáutica. Logo depois, a nova Bandeira foi hasteada ao som do Hino Nacional Brasileiro e de uma salva de 21 tiros de canhão. Já o estandarte substituído foi arriado enquanto a banda tocava o Hino à Bandeira. Em seguida, a tropa desfilou para o público ao som da Canção do Expedicionário. A cerimônia contou ainda com o desfile de crianças em aeronaves de brinquedo, feitas de material reciclável, do Projeto Kerovoar. E, no encerramento, a banda mista das Forças Armadas fez uma apresentação de dobrados e marchas militares. “É um evento muito bonito”, afirma o economista Michael Cembravel.

A substituição da Bandeira Nacional faz parte do calendário cívico de Brasília e ocorre todo primeiro domingo de cada mês, sob a coordenação das três Forças Militares e do Governo do Distrito Federal.