ESPECIALIZAÇÃO

DCTA forma 137 soldados especialistas

Publicado: 18/02/2013 15:31
Imprimir
Fonte: ACS/DCTA

Uma cerimônia de entrega de certificados realizada na sexta-feira, 15/02, no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), em São José dos Campos, marcou a formatura de 137 soldados, que agora são especialistas em uma das quatro áreas: enfermagem (SEF), mecânica de aeronaves (BMA), administração (SAD) e guarda e segurança (SGS). Para subir mais um degrau na carreira militar, os formandos prestaram um concurso interno e passaram pelo curso, que durou de 21 de janeiro a 15 de fevereiro, com currículo voltado às disciplinas de cada especialidade.

O auditório Lacaz Neto, onde ocorreu a formatura, estava lotado de familiares dos formandos, que, além da cerimônia, acompanharam uma apresentação da Banda de Música do DCTA. Aparecida Fátima Pacheco, mãe do soldado Danilo Pacheco Lima, levou o caçula, a sogra e a máquina fotográfica para testemunharem a vitória profissional do filho. "Ter engajado como militar do DCTA é a melhor opção. É a oportunidade para ele trabalhar com tecnologia. Acho que ele está no lugar certo”, afirma Aparecida.

O orador da turma, soldado Samuel Levino Alves, recebeu da Diretora do CESD 2013, Tenente Coronel Eliana Rocha Rangel, uma homenagem por ter obtido a primeira colocação geral, com média 10. Para Levino, que se especializou em mecânica de aeronaves, embora o curso tenha sido bastante intenso devido à grande quantidade de conteúdos concentrados em pouco tempo, a maior dificuldade esteve na prova para ingresso: “na época do concurso, a escala de serviço estava muito apertada, então, tive que trocar algumas horas de sono por horas de estudo”, lembra.

Para o soldado Edres Moreira,  a dificuldade foi ter que estudar para a prova em um leito de hospital. Durante o CESD, ele precisou ser submetido a um procedimento cirúrgico. “Não tem tempo ruim para quem tem um sonho, e eu sonho em, um dia, ser oficial da Força Aérea Brasileira”, conta Edres.


Entenda como funciona a carreira de soldado: No ano em que completa 18 anos, o brasileiro do sexo masculino precisa se alistar para servir a uma das três Forças: Exército, Marinha ou Aeronáutica. Aqueles que são selecionados passam por um curso de formação que dura, aproximadamente, quatro meses, sendo, neste período, denominados 'recrutas'. Ao concluírem com êxito o curso, são promovidos a  soldados de segunda classe e cumprem o restante do tempo para completar onze meses de serviço militar obrigatório. Após este período, o soldado pode pedir desligamento ou engajamento por dois anos – que pode ser renovado por mais um. Nesse ínterim de, no máximo, três anos, o soldado precisa ser aprovado no concurso para  soldado de primeira classe e concluir o Curso de Especialização de Soldados (CESD). Depois de se tornar soldado de primeira classe, como é o caso dos 137 soldados do DCTA, o próximo passo é prestar concurso interno e realizar outro curso para ser designado ao posto de Cabo.

Assunto(s): , , ,