SEMINÁRIO

CENIPA reúne comunidade aeronáutica para discutir segurança de voo

Publicado: 07/11/2012 17:24
Imprimir
Fonte: CENIPA

O Panorama da segurança de voo no Brasil e no mundo foi o tema da abertura da 58ª sessão plenária do Comitê Nacional de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CNPAA). O evento, que reúne 45 entidades representativas da comunidade aeronáutica, ocorre nos dias 07 e 08 de novembro, em Brasília. O comite é presidido pelo Chefe do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), Brigadeiro do Ar Luís Roberto do Carmo Lourenço

Durante as reuniões, o Chefe do CENIPA atualizou os participantes em relação às estatísticas mundiais projetadas pela Organização de Aviação Civil Internacional (OACI), a qual indica que o número de acidentes da aviação no mundo está estabilizado, conforme comparação com os dados dos últimos cinco anos. No Brasil, houve 134 acidentes aeronáuticos até novembro de 2012. Diante da realidade do crescimento da aviação brasileira, o Brigadeiro Lourenço fez questionamentos relacionados à cultura organizacional das empresas aéreas e chamou a atenção para a importância do trabalho de prevenção em todos os âmbitos aeronáuticos.

A Lei 12.725/2012, sancionada em outubro, que atribui responsabilidade aos órgãos ligados à aviação e às autoridades municipais na prevenção do Risco Aviário também foi destaque na pauta do CNPAA. O Sistema de Gerenciamento do Risco Aviário, desenvolvido pelo CENIPA, localizou neste ano 670 focos atrativos de aves nos 42 aeródromos visitados. Dentre esses estão os com mais de 45 mil movimentos aéreos, aeroportos em capitais brasileiras e aqueles sob administração da Aeronáutica.

Discussões - O primeiro dia na agenda dos debates destaca temas como informações meteorológicas para unidades marítimas, excursões de pista, etanol em aeronaves agrícolas, desinterdição de pistas, critérios operacionais para a contratação de transporte aéreo, fadiga de pilotos. No segundo dia serão abordados temas como Pistas fatoradas para operações do Regulamento Brasileiro de Aviação Civil de táxi aéreo, Bagagem de mão nas empresas de transporte aéreo regular e outros assuntos.

O Secretário do CNPAA e Vice-Chefe do CENIPA, Coronel Aviador Luiz Cláudio Magalhães Bastos, disse que o comitê atua como um fórum representativo da comunidade aeronáutica, em que fabricante, regulador e operador estão juntos para alcançar os objetivos da prevenção de acidentes aeronáuticos.

“As discussões se caracterizam pela razoabilidade em busca de um equilíbrio nas posições, na sustentação de medidas e recomendações aprovadas pelo grupo”, afirma.

O CNPAA é formado por 57 entidades e promove a ampla discussão da filosofia SIPAER (Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), com a participação de entidades como as empresas aéreas, sindicatos e universidades.

Criação - O CNPAA surgiu em 1982 pelo Decreto nº 87.249, quando foram reestruturadas as atribuições do SIPAER e o CENIPA passou a ser uma organização militar. Desde então, o Comitê tem se destacado pelos resultados significativos. Exemplos disso são os projetos de lei aprovados (risco aviário), o programa MOSA (Auditoria de Segurança nas Operações de Manutenção), monografias e demais ferramentas para uso na prevenção de acidentes aeronáuticos.

Leia na Aerovisão sobre como o CENIPA atua na prevenção de acidentes aéreos, acesse: http://migre.me/bEPWi