RIO + 20

Hospital do Galeão apoia comitivas estrangeiras

Publicado: 18/06/2012 11:32
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea

Quando as comitivas estrangeiras desembarcam no Brasil, a Base Aérea do Galeão oferece agilidade e segurança. Mas, caso seja necessário algum apoio médico, o Hospital de Aeronáutica do Galeão (HFAG) estará pronto. "Como será uma conferência tranquila, não acredito que haja muitos atendimentos. Mas se for necessário, nós temos uma estrutura montada", afirmou o Diretor do HFAG, Brigadeiro Médico Fernando José Teixeira de Carvalho. Desde a manhã do dia 18, unidades de urgência e
emergência já estão de prontidão para atender às delegações.

Referência no tratamento de queimados, o HFAG também conta com um heliponto. "O processo vai ser ágil. A FAB tem que ser veloz e nós seremos rápidos porque já temos toda a estrutura aqui. É como se fosse um esforço de guerra", explica o Brigadeiro. Entre as especialistas de prontidão estão cardiologistas, neurologistas, ginecologistas e pediatras. A capacidade do hospital é de atender até 200 pacientes por dia na emergência e 550 no ambulatório.

Sustentabilidade
Uma das principais preocupações do HFAG, hoje, é a sustentabilidade. Com o apoio de empresas e da Universidade Federal do Rio de Janeiro, o projeto "Planeta Galeão" já fez o reflorestamento da área militar da Ilha do Governador e implantou um sistema de coleta seletiva de lixo, realizada em parceria com uma cooperativa de catadores. Os usuários do HFAG e as quase 1.500 famílias que moram nas vilas militares da área receberam bolsas de material reciclado para abandoraem o uso das sacolas plásticas. A limpeza das áreas e a coleta seletiva do lixo também resultaram na redução dos casos de dengue.

Assunto(s): , , ,